22°C 30°C
Boa Vista, RR

Os números não mentem!

Há três tipo de mentira; a mentira, a mentira suja e a estatística. (Benjamin Disraeli, s/d).

12/04/2023 às 12h32 Atualizada em 12/04/2023 às 12h40
Por: Rossiter Ambrosio Fonte: Rossiter Ambrósio
Compartilhe:
Imagem de Alicja por Pixabay
Imagem de Alicja por Pixabay

As brincadeiras sobre o dia 1º de abril conhecido como Dia da Mentira remonta a França de 1858 quando as festividades de ano novo iniciavam em 25 de março e duravam uma semana, terminando em 1º de abril. Em 1564, o Rei Carlos IX decidiu mudar o calendário e instituiu que o ano novo seria comemorado no dia 1º de janeiro. Alguns resistentes, chamados de bobos de abril, continuaram comemorando o Ano novo no dia 1º de abril e por isso eram trolados por amigos que lhes mandavam presentes falsos que quando abertos não continham nada ou tinham algo assustador como sapos, ratos, cobras ou insetos assustadores.

Brincadeiras a parte, pesquisas no campo da Psicologia comportamental apresenta no mínimo 22 categorias representacionais para o conceito de mentira[ https://br.psicologia-online.com/tipos-de-mentiras-872.html], vejamos: autênticas ou descarada, exageros, utilitárias, enganosas, compensação, omissão, ocultação, falsa confirmação, negação, mascaramento, mentira branca, mentira aditiva, difamatória, traslatória, descarada, grande mentira, mentira de despedida, elusão, fabricação, mentira honesta e mentira patológica.

Transferindo essa abordagem comportamental para o campo de estudo sobre o ensino da Matemática, identificamos algumas dessas categorias de mentira relacionadas com o comportamento dos estudantes e suas formas de trabalho. Como afirmou Disraeli, existem 3 (três) categorias, as mentiras, as mentiras deslavadas e a estatística que é um campo ferramental da Matemática. Dessa forma é possível sub categorizar algumas situações no tratamento da matemática que se enquadrem nas categorias de Disraeli, ou seja;

1)Mentiras de perspectivas ideológicas[ https://www.superprof.com.br/blog/algumas-mentiras-sobre-os-numeros-e-calculos/], que podem ser enquadradas na categoria de mentiras honestas ou elusões. Esse tipo de mentira se personifica no ideário estudantil fazendo-os acreditar que:

a)a matemática é uma ciência exata, que é própria somente para as mentes iluminadas (falso! – A matemática é lógica e para todos e dom para matemática é um mito);

b) que quem domina a matemática é capaz de dominar com facilidade qualquer outra área de ensino, como acreditava Piaget (falso – o raciocínio lógico é que ajuda e serve para tudo);

c)Os matemáticos não são engraçados (falso! – Não podemos confundir abstração com tristeza): 

d)Os homens são melhores do que as mulheres em Matemática (falso, o preconceito é que tem impedido que as mulheres se destaquem na matemática);

e)a matemática não serve para nada: (falso! A matemática está em tudo, ajuda evitar e resolver problemas. Serve para facilitar a vida por meio da lógica).

2)mentiras de anomalias algorítmicas que são utilizadas para conclusão da aplicação de algoritmo quando encontra um caso especial que exige maior rigor de análise ou que desvirtualiza o conceito ou premissa de estudo. Essa subcategoria pode ser relacionada com a categoria “mentiras de fabricação” de um artificio para logicisar um resultado. Por exemplo: 

[ (4 +2) / (2+1)] = 4 (Falso),   = 1 (falso), (A0 = 1 (Artifício).   Nesses casos, geralmente apresentam-se resultados de compensação, as vezes até por absurdos de proposituras;

3)mentiras convencionais, por exemplo a estatística que utiliza de amostra relativas e representacionais, mas que faz inferências profundas em situações de análise parcial, pontual, de projeções ou de probabilidades que induzem falsidades ou imprecisão nos resultados de algumas pesquisas.

Essa análise da estatística me faz lembrar de um estudante de engenharia florestal que durante as aulas de estatística me apresentou a seguinte questão:  - “[...] então! A estatística seria uma forma de torturar os números até que eles falem a verdade que queremos ouvir e não a verdade real e absoluta dos fatos?”. Essa pergunta arrancou sorrisos da turma e marcou a percepção dos estudantes sobre a estatística como uma mentira de mascaramento. 

Essa análise comportamental do sujeito do processo não legitimisa a mentira na matemática. Para os que gostam e primam pela verdade acima de tudo, vale considerar que o estudo sobre raciocínio lógico na matemática se destina ao desenvolvimento do sensus plenior sobre “Verdades ou Mentiras”, como uma habilidade matemática de valor e muito utilizado na construção de detectores de mentira.

Esse fato revela na verdade, que a Matemática é fantástica, e pode nos ajudar a desenvolver raciocínio lógico para detectar afirmações falsas (mentiras) e evitar desagradáveis. O estudo do raciocínio lógica presente no currículo da matemática para estudantes de ensino médio, se justifica pela importância de um instrumento que sirva de parâmetro neutro de avaliação para situações de verdade versos mentira, posto que a lógica humana está sempre fundamentada em nossas concepções, crenças ou teorias que por fim também são frutos da imaginação humana.

Portanto, se considerarmos a matemática como produto da intuição humana, a partir da observação de uma realidade abstrata, veremos que na verdade a matemática é uma ciência que utiliza o pensamento hipotético dedutivo que não permite mentiras ou afirmações falsas, apenas nos revela verdades parciais e absoluta em tempos e espaços diferentes. Verdades pontuais ou relativas, verdades de fato ou de projeção, verdades posicionais como parte de um todo a ser concluído. Verdades que se consolidam num caminhar intenso e fantástico que modela a mente humana a partir de registros de fórmulas, gráficos, signos e figuras, a fim de provar de forma axiomática, que de fato, “os números realmente não mentem”. Caso Contrário, o dia 14 de março – Dia internacional da Matemática, se converteria no dia internacional da Mentira.

 Sugestão de leitura:

 https://br.psicologia-online.com/tipos-de-mentiras-872.html

https://www.superprof.com.br/blog/algumas-mentiras-sobre-os-numeros-e-calculos/

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
O “inferno astral” dos imigrantes digitais!
TECNOLOGIA NA ESCOLA Há 1 ano Em Conexões Matemáticas

O “inferno astral” dos imigrantes digitais!

O medo de ser substituído por um computador em sala de aula, foi superado ao percebermos que não éramos o alvo. Na verdade, o alvo são os estudantes, a demência social, a cretinice da massa para domínio e submissão a um sistema! Existem várias formas de desconfigurar a função social do professor. A mais violenta pode ser desvirtualizar a educação de uma geração, tornando a escola irrelevante para os estudantes e enfraquecendo a função do professor. Presume-se urgência de inovação no paradigma escolar que é persistente em seus “modus operandi” e que me parece repousar num berço esplêndido dos ideais capitalistas, dignos das escolas jesuíta, praticado no período do Brasil colônia, século XV! (Reflexões expressas do autor)
Não há receita pronta. Cada um faz seu caminho!
ENSINO DE MATEMÁTICA Há 1 ano Em Conexões Matemáticas

Não há receita pronta. Cada um faz seu caminho!

À guisa de introdução, a coluna de hoje apresenta uma resposta dada à seguinte questão: “Onde pretendemos chegar com os projetos de pesquisa em educação matemática”? Esta pergunta foi o tema da palestra de encerramento do I Encontro de Projetos de Pesquisa em Educação Matemática, encomendada pelo Departamento de Matemática (DMAT), da Universidade Federal de Roraima (UFRR), para o dia 18 de maio de 2023.
O combinado não sai caro!
ENSINO DA MATEMÁTICA Há 1 ano Em Conexões Matemáticas

O combinado não sai caro!

O sucesso no estudo da matemática está garantido àqueles que tão somente entenderem a matemática como um campo de conceito que são comunicados por meio de registros específicos com uso de uma linguagem própria.
O fantasma pode estar na sua sala
ENSINO DA MATEMÁTICA Há 1 ano Em Conexões Matemáticas

O fantasma pode estar na sua sala

A procrastinação é o padrão de comportamento que uma vez estabelecido, nos determina diante de uma situação de escolha entre um prazer e uma ação de importância.
Conexões Matemáticas
Sobre o blog/coluna
A Matemática aplicada à sua vida pelo Professor Rossiter Ambrósio.
Ver notícias
Boa Vista, RR
25°
Parcialmente nublado

Mín. 22° Máx. 30°

26° Sensação
2.57km/h Vento
83% Umidade
100% (3.7mm) Chance de chuva
07h00 Nascer do sol
07h16 Pôr do sol
Ter 23° 21°
Qua 30° 21°
Qui 27° 22°
Sex 30° 23°
Sáb 31° 23°
Atualizado às 22h19
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,45 +0,06%
Euro
R$ 5,94 +0,06%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,09%
Bitcoin
R$ 373,119,95 +1,62%
Ibovespa
129,320,96 pts 0.33%
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias