22°C 30°C
Boa Vista, RR

O combinado não sai caro!

O sucesso no estudo da matemática está garantido àqueles que tão somente entenderem a matemática como um campo de conceito que são comunicados por meio de registros específicos com uso de uma linguagem própria.

23/03/2023 às 17h54 Atualizada em 24/03/2023 às 10h13
Por: Rossiter Ambrosio Fonte: Conexões Matemáticas
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Internet
Foto: Reprodução/Internet

O erro é um dos elementos que comparecem no processo de ensino e aprendizagem e que deveria ser valorizado como ressignificador das descobertas do conhecimento, mas que acaba neutralizado por que o negamos. Isso se dá devido algumas concepções quivocadas que adotamos como padrão ao longo da vida estudantil. (Rossiter Ambrósio, 2023).

Relacionar a atividade matemática a cálculos exaustivos e complexos, pode ser a forma mais eficaz para criar bloqueio emocional que se tornam obstáculos para o estudo e para a aprendizagem desse componente escolar.

A matemática é um componente escolar que quando prestigiado pelo estudante proporciona atividades interessantes que podem ser muito prazerosas do ponto de vista da descoberta da capacidade individual para resolver situações problema, pois esta descoberta gera sensação de empoderamento, decorrentes da superação de obstáculos epistemológicos ou de desafios acadêmicos.

O ganho de desenvolvimento intelectual na relação com a matemática é possível, com certeza. Porém, exige essencialmente o envolvimento absoluto do estudante, bem como, a sua pré-disposição para praticar a técnica de tentativa de acerto e erro durante as atividades matemáticas.

O sucesso no estudo da matemática está garantido àqueles que tão somente entenderem a matemática como um campo de conceito que são comunicados por meio de registros específicos com uso de uma linguagem própria. Aqui está o segredo do sucesso, ou seja; praticar o uso da linguagem e das diferentes formas de registros e representações semióticas desses registros de conceitos.

A sugestão é praticar bastante de várias formas diferentes, analisando resultados obtidos por caminhos diferentes, bem como, os resultados diferentes obtidos por caminhos semelhantes. Isso não se chama criatividade, isso é nada mais, nada menos, que o processo de convenções dos registros semióticos, previstos na aprendizagem matemática. Implica entender, que do ponto de vista operacional, as situações problema, na matemática exigem resultados exatos.

Porém, do ponto de vista da lógica matemática, as formas de encontrá-los e representá-los são variáveis e distintos. Dessa forma, o dito popular sobre a matemática ser uma ciência exata, é reducionista, simplista e pode confundir os estudantes, além de induzir equívocos na proposta de ensino do professor.

A validação dessa ideia tem desenvolvido nos estudantes aversão a matemática e perversão da concepção do ERRO no processo de ensino e aprendizagem. O erro é um ente positivo da aprendizagem, pois elimina as certezas prévias das respostas e nos reconduz à tentativa de acerto.

É exatamente, nessa experiencia de recondução à tentativas de acerto e erros que o estudante adquire maturidade intelectual e intimidade com os padrões ferramentais da matemática. É o erro que permite o empoderamento do estudante diante dos saberes matemáticos que envolvem conceitos, operações, modelos e propriedades. De acordo com Morin (1998), o erro consiste em um dos 7 (sete) saberes necessários para a educação do futuro.

Sobre o erro, P. Freire recomenda que os professores o aceite com o conhecimento provisório, isto é; inicial. Infelizmente, os estudantes não aceitam errar de forma alguma, porque o erro foi rotulado como algo ridículo, como uma prova ou demonstração de incapacidade, ou idiotice. Para esses, errar pode custar a negação da aceitação no grupo de amigos ou em classe de estudantes. Por essa razão, durante as atividades em sala de aula, negam-se participar das atividades e deixam de apresentar seus resultados.

É interessante observar, que alguns estudantes só apresentam os resultados de uma tarefa após um dos colegas conseguir fazer a tarefa, confirmar o acerto com o professor e compartilhar a resposta com a classe. Somente então, copiam a resposta corregida pelo professor e se apresentam reivindicando o visto de acerto. Essa atitude sim, consiste em um erro inaceitável, um erro moral, letal e mutilador da aprendizagem e da capacidade de inteligência deles. Porém aceito com naturalidade pela maioria da classe. 

Vamos combinar! A matemática é uma forma de pensamento, linguagem e representação, então não tenha medo de errar os resultados. Erre bastante. Permita-se errar. Pratique o erro. Errar é legal, positivo e desafiador. Revela nossa ingenuidade, exorta nossa ignorância, lapida nossas virtudes e aguça nossas percepções intuitivas. O erro nos causa fortes emoções e nos provoca euforia. O erro, até parece escamotear propositadamente a resposta correta para nos testar e nos arrancar desabafos de expectativa, expressas como; Aaaah! Eu sabia! Quase! Poxa.

Na Neuro linguagem, essas expressões são chamadas de insight que são as reações de sinapses, ou seja, um registro do exato momento no qual ocorreu uma aprendizagem. Isso não parece ser algo fantástico? Magnifico! Pense nisso, pense agora.

 Sugestão de leitura:

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2018.

Cortella, M.S. A escola e o conhecimento: fundamentos epistemológicos e Políticos. 3ª ed. São Paulo: Cortez, 2000.

Morin, E. Os sete saberes necessários à educação do futuro. 4ª ed. São Paulo: Cortez, 2000.

Freire, Paulo; Faundez, Antonio. Por uma pedagogia da pergunta. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1985.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
O “inferno astral” dos imigrantes digitais!
TECNOLOGIA NA ESCOLA Há 1 ano Em Conexões Matemáticas

O “inferno astral” dos imigrantes digitais!

O medo de ser substituído por um computador em sala de aula, foi superado ao percebermos que não éramos o alvo. Na verdade, o alvo são os estudantes, a demência social, a cretinice da massa para domínio e submissão a um sistema! Existem várias formas de desconfigurar a função social do professor. A mais violenta pode ser desvirtualizar a educação de uma geração, tornando a escola irrelevante para os estudantes e enfraquecendo a função do professor. Presume-se urgência de inovação no paradigma escolar que é persistente em seus “modus operandi” e que me parece repousar num berço esplêndido dos ideais capitalistas, dignos das escolas jesuíta, praticado no período do Brasil colônia, século XV! (Reflexões expressas do autor)
Não há receita pronta. Cada um faz seu caminho!
ENSINO DE MATEMÁTICA Há 1 ano Em Conexões Matemáticas

Não há receita pronta. Cada um faz seu caminho!

À guisa de introdução, a coluna de hoje apresenta uma resposta dada à seguinte questão: “Onde pretendemos chegar com os projetos de pesquisa em educação matemática”? Esta pergunta foi o tema da palestra de encerramento do I Encontro de Projetos de Pesquisa em Educação Matemática, encomendada pelo Departamento de Matemática (DMAT), da Universidade Federal de Roraima (UFRR), para o dia 18 de maio de 2023.
Os números não mentem!
MATEMÁTICA APLICADA Há 1 ano Em Conexões Matemáticas

Os números não mentem!

Há três tipo de mentira; a mentira, a mentira suja e a estatística. (Benjamin Disraeli, s/d).
O fantasma pode estar na sua sala
ENSINO DA MATEMÁTICA Há 1 ano Em Conexões Matemáticas

O fantasma pode estar na sua sala

A procrastinação é o padrão de comportamento que uma vez estabelecido, nos determina diante de uma situação de escolha entre um prazer e uma ação de importância.
Conexões Matemáticas
Sobre o blog/coluna
A Matemática aplicada à sua vida pelo Professor Rossiter Ambrósio.
Ver notícias
Boa Vista, RR
25°
Parcialmente nublado

Mín. 22° Máx. 30°

26° Sensação
2.57km/h Vento
83% Umidade
100% (3.7mm) Chance de chuva
07h00 Nascer do sol
07h16 Pôr do sol
Ter 23° 21°
Qua 30° 21°
Qui 27° 22°
Sex 30° 23°
Sáb 31° 23°
Atualizado às 22h19
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,45 +0,06%
Euro
R$ 5,94 +0,06%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,09%
Bitcoin
R$ 374,567,91 +2,01%
Ibovespa
129,320,96 pts 0.33%
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias