22°C 30°C
Boa Vista, RR

O fantasma pode estar na sua sala

A procrastinação é o padrão de comportamento que uma vez estabelecido, nos determina diante de uma situação de escolha entre um prazer e uma ação de importância.

15/03/2023 às 22h24
Por: Rossiter Ambrosio Fonte: Conexões Matemáticas/Rossiter Ambrósio
Compartilhe:
Foto: Rossiter Ambrósio
Foto: Rossiter Ambrósio

É razoável afirmar, que vivemos em tempos em que amor por prazeres sobrepõem-se na escala de valores dos estudantes. Reflitamos um pouco sobre a conjuntura do comportamento estudantil dos juvenis e adolescentes! Qual desses, nunca atrasou a entrega de um trabalho escolar, por razão do futebol, da Netflix, da academia ou do Free fire? Mais ainda, quem nunca deixou de estudar para prova ou fazer um exercício de fixação, por estar distraído nas redes sociais, ou porque estava editando publicações no Instagram, ou gravando Tik Tok, ou curtindo status? Quem nunca perdeu a entrega de um trabalho, de uma pesquisa, de um bloco de documentos ou até mesmo a entrada no local de prova, ou na sala de aula, por ter dado mais atenção a uma atividade prazerosa, ou a uma pessoa especial, ou a ídolos nas redes sociais? Então, é exatamente esses comportamentos que, quando se tornam um padrão de conduta, estabelecem a procrastinação que nada mais é, do que o resultado de um padrão cerebral inato que tende escolher sempre algo prazeroso ao invés de algo considerado traumático e/ou pesaroso.

A prática da procrastinação associada a outros fatores já expostos nos textos anteriores reflete o alto índice de desprestígio dos alunos pelo ambiente escolar e, pela atenção a todo e qualquer componente curricular. Ou seja, além do <Monstro> da aberração didática praticada por alguns professores diante das indeterminações e equívocos curriculares (ver textos anteriores), ainda existe esse “fantasma” da procrastinação que afeta a efetivação das atividades da maioria dos estudantes adolescentes.

 As atividades de matemáticas, assim como, as demais atividades escolares que exigem concentração e empenham habilidades de resolução de problema, com emprego da mobilização dos saberes e conhecimentos dos estudantes, além de manterem a atividade cerebral em condições positivas, podem ser fortes aliados no controle da ansiedade, com chances de agirem positivamente contra o aparecimento precoce de disfunções cerebrais, como por exemplo; o mal de Alzheimer. Todavia a procrastinação velada, tem efeito contrário. Ou seja, devido as constantes pressões e cobranças dos docentes e dos familiares, combinadas com o peso de consciência devido os prejuízos escolares decorrentes dos atrasos e baixos rendimentos, os estudantes entram em colapso, apresentando crise de pânico por falta de responsabilidade com as atividades estudantis e crise de ansiedade por consciências dos cenários pós-resultados precários que envolvem críticas depreciativas motivadas pelo prejuízo moral e, decorrentes percas de privilégios.

Certamente, a gestão das atividades dos estudantes extrapola os domínios dos professores que esperam contar com a ajuda da gestão da escola e dos pais ou responsáveis.

Em guisa paralela, a gestão das emoções dos estudantes extrapola o domínio dos pais e responsáveis, de modo que muitas vezes estão em ordem psicológicas de grau superior e relacionadas com as dificuldades desses estudantes para lidar com a crítica, com a rejeição e muitas vezes, com percas de familiares importantes na base familiar ou de “relacionamentos Tóxicos” inventados. Nesse sentido, algumas famílias já enfrentaram casos de (tentativa) ou suicídio consolidado, casos de Anorexia e ou de mutilações parciais dos membros em decorrência do excesso de atenção que os adolescentes dedicam à prazeres que se convertem em fatores de procrastinação das atividades escolares.

Embora o controle absoluto da procrastinação seja algo muito complicado para professores e familiares, os fatores promotores de procrastinação podem ser sentidos com mais força pelos professores, do que pelos familiares e responsáveis. Entretanto, ambos entes educacionais, devem agir de forma cooperada em favor da gestão de controle desses fatores, em favor do bem-estar e da saúde mental dos estudantes adolescentes. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
O “inferno astral” dos imigrantes digitais!
TECNOLOGIA NA ESCOLA Há 1 ano Em Conexões Matemáticas

O “inferno astral” dos imigrantes digitais!

O medo de ser substituído por um computador em sala de aula, foi superado ao percebermos que não éramos o alvo. Na verdade, o alvo são os estudantes, a demência social, a cretinice da massa para domínio e submissão a um sistema! Existem várias formas de desconfigurar a função social do professor. A mais violenta pode ser desvirtualizar a educação de uma geração, tornando a escola irrelevante para os estudantes e enfraquecendo a função do professor. Presume-se urgência de inovação no paradigma escolar que é persistente em seus “modus operandi” e que me parece repousar num berço esplêndido dos ideais capitalistas, dignos das escolas jesuíta, praticado no período do Brasil colônia, século XV! (Reflexões expressas do autor)
Não há receita pronta. Cada um faz seu caminho!
ENSINO DE MATEMÁTICA Há 1 ano Em Conexões Matemáticas

Não há receita pronta. Cada um faz seu caminho!

À guisa de introdução, a coluna de hoje apresenta uma resposta dada à seguinte questão: “Onde pretendemos chegar com os projetos de pesquisa em educação matemática”? Esta pergunta foi o tema da palestra de encerramento do I Encontro de Projetos de Pesquisa em Educação Matemática, encomendada pelo Departamento de Matemática (DMAT), da Universidade Federal de Roraima (UFRR), para o dia 18 de maio de 2023.
Os números não mentem!
MATEMÁTICA APLICADA Há 1 ano Em Conexões Matemáticas

Os números não mentem!

Há três tipo de mentira; a mentira, a mentira suja e a estatística. (Benjamin Disraeli, s/d).
O combinado não sai caro!
ENSINO DA MATEMÁTICA Há 1 ano Em Conexões Matemáticas

O combinado não sai caro!

O sucesso no estudo da matemática está garantido àqueles que tão somente entenderem a matemática como um campo de conceito que são comunicados por meio de registros específicos com uso de uma linguagem própria.
Conexões Matemáticas
Sobre o blog/coluna
A Matemática aplicada à sua vida pelo Professor Rossiter Ambrósio.
Ver notícias
Boa Vista, RR
25°
Parcialmente nublado

Mín. 22° Máx. 30°

26° Sensação
2.57km/h Vento
83% Umidade
100% (3.7mm) Chance de chuva
07h00 Nascer do sol
07h16 Pôr do sol
Ter 23° 21°
Qua 30° 21°
Qui 27° 22°
Sex 30° 23°
Sáb 31° 23°
Atualizado às 22h19
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,45 +0,06%
Euro
R$ 5,94 +0,06%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,09%
Bitcoin
R$ 373,229,85 +1,65%
Ibovespa
129,320,96 pts 0.33%
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias