Domingo, 26 de Junho de 2022
27°

Muitas nuvens

Boa Vista - RR

Geral Pará

Em Belém, Governo do Pará certifica 1.700 alunos do programa "Qualifica Pará"

Programa já registra mais de 6.300 pessoas qualificadas em diversas regiões do estado

21/05/2022 às 14h06
Por: Luiz Valério Fonte: Secom Pará
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom Pará
Foto: Reprodução/Secom Pará

O Governo do Estado realizou neste sábado (21) a segunda grande entrega de certificados do programa "Qualifica Pará", dessa vez para 1.700 alunos da Região Metropolitana de Belém. O ato realizado no Centro Cultural e Turístico Tancredo Neves (CENTUR), em Belém, contou com a presença do governador Helder Barbalho.

“Hoje eu quero parabenizar todos vocês. É muito importante os programas de transferência de renda, os benefícios, os auxílios. Mas não basta você fornecer somente essa contribuição, tem que dar a oportunidade para que a pessoa possa descobrir  em si o seu talento, a sua vocação, para que assim ela consiga gerar a sua renda, a sua ocupação. E é isso que nós temos feito através do Qualifica Pará. Agora, na pandemia, quando muitos ficaram sem emprego, a qualificação é decisiva. E por isso eu festejo esse programa. Tivemos a ousadia de investir em um programa de Estado que alcança 55 mil pessoas com acesso à qualificação profissional. A gente pode perder tudo, menos aquilo que está aqui dentro, que a gente conquista com a educação”, destacou o governador. 

O "Qualifica Pará" é um dos maiores investimentos em qualificação profissional já realizados pelo Estado. São 60 milhões investidos em cursos voltados à população paraense de baixa escolaridade ou em situação de vulnerabilidade social. 

Na primeira etapa do programa serão 30 mil pessoas qualificadas, com 1.452 turmas, nos 144 municípios paraenses. A segunda etapa já foi aprovada e contribuirá para a qualificação de 60 mil pessoas ao todo, até o final deste ano. A coordenação  está sob a responsabilidade da Secretaria de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster). 

“Um dia muito feliz. Essa é a execução da primeira etapa do Qualifica. Serão 30 mil alunos qualificados. Já alcançamos diversos municípios e onde nós chegamos são muitos os agradecimentos, as boas histórias. O programa tem gerado gratidão nas pessoas que são de municípios, às vezes distantes, e têm a oportunidade de aprender, de fazer um curso gratuito. Temos trabalhado bastante, mas com muita satisfação”, reforçou o titular da Seaster, Inocêncio Gasparim.

Áreas

Os cursos ofertados são das mais diversas áreas, com destaque para o serviço e o comércio: manutenção de celular, mecânica de motocicletas, habilidade em salão de beleza, vendedor de comércio varejista, panificação e confeitaria, artesanato em madeira, operador de máquinas pesadas e outros. Além da capacitação, o programa ainda prevê um microcrédito que contribuirá na compra de equipamentos e na estruturação do primeiro negócio. O valor do crédito gira entre R$500 a R$5.000, e será gerenciado pelo Banco do Estado do Pará (Banpará).

Regina Baía é professora de corte e costura e decidiu em fazer o curso de produção de bolsas e sandálias para agregar conhecimento e informação. “Mesmo eu atuando há muito tempo na de costura, pra mim é gratificante, é maravilhoso participar de outras experiências, e agora além de sandálias, construir bolsas. Muitas alunas mulheres estão desempregadas, com pouco recurso, achavam que não tinham mais possibilidades de ir ao mercado de trabalho, então, esse curso vem pra dar um gás a essas mulheres, uma luz. O governador ganhou uma das bolsas e vai ver a qualidade dos materiais, que aqui são utilizados sim da melhor forma possível”, pontuou a aluna.

Desde o seu lançamento, em março de 2022, o programa já alcançou diversas regiões. Somados a esta certificação, o "Qualifica Pará" já registra mais de 6.300 pessoas qualificadas. Na última semana, o programa certificou concluintes nas cidades de Soure, Limoeiro do Ajuru, Mãe do Rio e Floresta do Araguaia.

Por Camila Santos (SEASTER)
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias