Sexta, 20 de Maio de 2022
25°

Muitas nuvens

Boa Vista - RR

Polícia Amazonas

PC-AM prende homem por furto de combustível e estupro de vulnerável

A prisão foi por furto qualificado mediante abuso de confiança contra uma empresa de transporte especial e estupro de vulnerável

10/05/2022 às 16h36 Atualizada em 10/05/2022 às 17h49
Por: Luiz Valério Fonte: Secom Amazonas
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom Amazonas
Foto: Reprodução/Secom Amazonas

Infrator era funcionário de uma empresa de transporte especial e subtraiu R$ 70 mil em combustível

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio do 30º Distrito Integrado de Polícia (DIP), deflagrou, nesta terça-feira (10/05), ação policial que resultou na prisão em flagrante de Orimar Magalhães, de 43 anos, por furto qualificado mediante abuso de confiança contra uma empresa de transporte especial e estupro de vulnerável. A prisão ocorreu no bairro Jorge Teixeira, zona leste de Manaus.

De acordo com o delegado Torquato Mozer, titular da unidade policial, o crime vinha ocorrendo desde janeiro deste ano e, ao todo, o infrator subtraiu 9 mil litros de diesel, da referida empresa, localizada na comunidade Nova Vitória, também na zona leste.

“O autor era motorista de uma das rotas da empresa. Os responsáveis nos procuraram para apurarmos o furto de combustível. Eles notaram a prática criminosa devido a alteração no cálculo de telemetria, que mostrava o consumo de combustível desproporcional para o percurso realizado pelo veículo”, disse o delegado.

A autoridade policial disse que, por meio dos trabalhos investigativos, foi possível identificar que o motorista era o responsável por desviar o combustível.

“Iniciamos as diligências para tentar prender o infrator em flagrante. Logramos êxito pois ele estava retirando, aproximadamente, 30 litros de combustível no momento em que chegamos ao local para efetuar sua prisão”, explicou Mozer.

O titular disse, ainda, que o prejuízo à empresa está estimado em R$ 70 mil. Além disso, Torquato explicou que, durante investigações, as equipes constataram que havia um mandado de prisão em nome de Orimar, por estupro de vulnerável, ocorrido em 2012, em Roraima.

Procedimentos

Orimar irá responder por furto qualificado mediante abuso de confiança e estupro de vulnerável, e ficará à disposição da Justiça.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias