Domingo, 26 de Junho de 2022
29°

Muitas nuvens

Boa Vista - RR

Entretenimento EDIÇÃO 2021

Escritora de Roraima, Zanny Adairalba, vence Prêmio Funarte de Dramaturgia 2021

Ela ficou em terceiro lugar, concorrendo pela região Norte na categoria Teatro para a Infância e Juventude

27/12/2021 às 12h44 Atualizada em 27/12/2021 às 12h49
Por: Bruna Cássia Fonte: Assessoria
Compartilhe:
Foto: arquivo pessoal
Foto: arquivo pessoal

A escritora Zanny Adairalba é uma das ganhadoras do Prêmio Funarte de Dramaturgia – 200 Anos de Artes no Brasil. Lançado pela Fundação Nacional de Artes (Funarte), o programa busca estimular a literatura de gênero teatral. Os textos concorrentes abordaram a temática da arte no âmbito do bicentenário da independência do Brasil (1822-2022).

O prêmio foi dividido nas categorias, Adulto e Teatro para a Infância e Juventude, com três premiações em cada por região, totalizando 30 peças inéditas. Zanny obteve o terceiro lugar da região Norte na categoria Teatro para a Infância e Juventude. Todas as obras selecionadas serão publicadas em um e-book pela Funarte.

O texto de Zanny, “Maria Felipa de Oliveira – A heroína negra da independência do Brasil”, aborda a história de uma personagem real que organizou e colaborou ativamente em confrontos militares no estado da Bahia durante o período de consolidação da independência do Brasil.

“Sinto-me feliz por representar a Região Norte e o Estado de Roraima em um prêmio tão importante para a arte brasileira e igualmente feliz por ter sido contemplada com um texto que traz o nome de Maria Felipa. Ela foi uma guerreira brasileira que, por ser mulher negra, teve sua participação na luta pela independência quase que completamente apagada dos registros históricos do nosso país”, conta Zanny.

Este não é o primeiro prêmio obtido por Zanny Adairalba na área da dramaturgia. Em 2015 recebeu o 1º lugar pelo projeto internacional de dramaturgia feminina La escritura de las diferencias - Capítulo Brasil, com a peça “Chegança - O cordel do bem-querer”, uma comédia romântica também destinada ao público infanto-juvenil que foi publicada numa coletânea produzida em Havana, Cuba. Em 2003 produziu, em parceria com o comunicador Chiquinho Santos, o 1º Auto de Natal de Roraima. O texto cordelizado, intitulado “Caimbé de Natal - O Auto de Macunaima”, foi encenado por três anos consecutivos em igrejas e praças públicas durante os festejos natalinos promovidos pela Prefeitura de Boa Vista, com participação de músicos, diretores e atores locais.

A AUTORA - Mestra da Cultura popular, dramaturga, compositora e poeta, Zanny Adairalba é autora de oito livros poéticos, 32 livretos de cordel e quatro peças teatrais. Possui mais de 50 canções folclóricas autorais gravadas pelo Movimento Quadrilheiro de Roraima e ainda diversas composições premiadas em festivais e mostras de música do estado, além de prêmios locais e nacionais por seus textos literários.

Seu trabalho desenvolve-se em várias frentes e entre suas ações destacam-se palestras, saraus e oficinas literárias em feiras, escolas, teatros, centros culturais, praças públicas e comunidades indígenas, com circulação em diversos estados.

De família nordestina, Zanny nasceu em Manaus, cresceu em Pernambuco e viveu no Rio de Janeiro e em São Paulo antes de vir para Roraima. “Pelos anos que vivi no Nordeste e por serem as minhas referências mais fortes as da cultura popular daquela região, me considero pernambucana. E claro, depois de tantos anos no Norte, vivendo a cultura amazônica, me considero também uma roraimense”, conta a autora, radicada em Roraima desde 1992, onde realiza ações de incentivo à leitura e à literatura com o grupo literário Coletivo Caimbé.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias