Domingo, 05 de Dezembro de 2021
25°

Alguma nebulosidade

Boa Vista - RR

Política TENSÃO NA RAPOSA

Indígenas exigem saída de policias militares da Raposa Serra do Sol a autoridades federais

A reunião em Tabatinga foi realizada por solicitação das comunidades

20/11/2021 às 11h41
Por: Luiz Valério Fonte: Blog do Luiz Valério
Compartilhe:
Esta semana o clima ficou tenso na Terra Indígena Raposa Serra do Sol
Esta semana o clima ficou tenso na Terra Indígena Raposa Serra do Sol

O Conselho Indígena de Roraima (CIR) se reuniu na comunidade Tabatinga, na Terra Indígena Raposa Serra do Sol , na presença de cerca de 300 lideranças indígenas, representantes do Ministério Público Federal, Polícia Federa e Funai. O encontro foi nesta quinta-feira (18).

Na ocasião, a comunidade entregou uma carta pedindo a imediata saída dos policiais militares da Terra Indígena e relatou às autoridades federais como aconteceu o ataque policial na última terça-feira (16), que deixou 12 indígenas feridos com munições letais e não-letais.

A reunião em Tabatinga foi realizada por solicitação das comunidades. Durante a reunião,  15 viaturas da PM e do Corpo de Bombeiros ficaram no entorno da comunidade.

 Os agentes só deixaram o local após lideranças pedirem que o procurador do MPF, dois delegados da PF e dois representantes da Funai presentes mediassem a retirada da tropa do entorno da comunidade e de dentro da TI. 

Nenhum integrante da PM ou do governo estadual participou da reunião.

Sobre o ataque, as lideranças da comunidade relataram que na tarde de terça- feira cerca de 20 policiais militares em cinco viaturas, entre PMs de Uiramutã e equipes enviadas de Boa Vista, foram para Tabatinga no intuito de cumprir uma decisão da Justiça de Roraima de agosto deste ano que determinou retirada dos postos de vigilância da RR-319 (Transarrozeira, próximo à ponte do rio Viruaqui), e RR-171 (próximo a ponte do rio Urucuri). 

O posto de vigilância de Tabatinga, é uma iniciativa das 76 comunidades da região Serras e fica localizado em uma vicinal que dá acesso somente a comunidades indígenas.

 O controle visa principalmente coibir a entrada de materiais que abastecem atividades ilegais e danosas à vida das comunidades indígenas, em especial o garimpo, o tráfico de drogas, além da venda de bebidas alcoólicas, etc. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias